<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d35062942\x26blogName\x3dO+dia-a-dia+de+uma+dupla+da+pesada\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://familiabptak.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://familiabptak.blogspot.com/\x26vt\x3d-2299757125386003982', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>









Lele na Passarela
quinta-feira, setembro 18, 2008

Lele participou essa semana da Arena da Moda, no Shopping Leblon. Convidaram os dois pra desfilarem pela loja infantil Joana João, mas o Felipe na hora H ficou com medo de um cachorrao de outra griffe e amarelou. Em compensação a Lele arrasou!!!



por Danielle | 11:43 AM | 4 comentários |



Estamos vivos!!
sexta-feira, agosto 08, 2008

Depois de décadas longe do blog, meu novo vício, Hallmark Smilebox!

Click to play ferias
Create your own scrapbook - Powered by Smilebox
Make a Smilebox scrapbook


Click to play Primas
Create your own scrapbook - Powered by Smilebox
Make a Smilebox scrapbook
por Danielle | 12:55 AM | 0 comentários |



Muito sumida, mas voltei!!!
quinta-feira, maio 31, 2007

Depois de mais de um mês cá estou eu escrevendo no meu Blog. Eu sempre achei que isso ia acontecer, mas mesmo assim resolvir encarar a aventura de ter um, rssssssssssss!
Nesse meio tempo ando muito atolada no trabalho, e pra variar temos saído muito, muitas festas, teatrinhos, fora as noitadas a dois. Há duas semanas minha irmã viajou com o marido e recebemos nossa querida Júlia para um findi lá em casa. Não preciso dizer que os primos adoraram, muita farra e no domingo 'a noite eu já estava tonta e o Ge certo de que parou no segundo filho, hahaha!!

No sábado passado a Lele foi dama do casamento de uns amigos nossos. Ela entrou espetaculosamente bem!! Ficamos muito felizes porque na tentativa anterior ela era muito pequena e deu pra trás, dessa vez ela foi perfeita e curtiu demais. Na última hora chamaram o Felipe pra ser também, como tinha uma roupa sobrando e coube direitinho nele, resolvemos arriscar. Só que na hora da entrada alguém do cerimonial teve a brilhante idéia de abrir um tupperware cheio de biscoitos, então óbvio que o meu fofo empacou na entrada escolhendo qual guloseima ia comer. Mas tava lindo, tirou fotos com os noivos, valeu a farra, afinal ele só tem 1 ano e 4 meses!!!

Seguem agora um monte de fotos atrasadas dos momentos que ficaram pra trás!



Meu gato de pajem!




A daminha mais linda!



Farra no dia das mães


por Danielle | 5:55 PM | 8 comentários |



Perua fashion
segunda-feira, abril 16, 2007

Dois cliques da Lele com a prima Manuela no melhor estilo peruinhas, como as duas adoram, só fazendo pose!



Chegando no shopping




Posando na loja!
por Danielle | 4:15 PM | 11 comentários |



Feriado, oba!
quarta-feira, abril 11, 2007

Ai ai, não podemos demorar a postar senão a prima Júlia passa a nossa frente e posta todas as novidades antes dessa mãe atrasada!!

Passamos o feriado em Terê pra variar, seguem algumas fotos das crianças no cavalo, incluindo meu novo visual, rssss


Cool Slideshows

por Danielle | 4:28 PM | 0 comentários |



Voltei!
quarta-feira, março 28, 2007

Eis que num lindo sábado de sol estou eu, feliz da vida, curtindo as crianças, de papo com os amigos, e uma onda super forte invadiu a nossa área de supetão e simplesmente me fez ficar no mesmo dia sem máquina, sem celular e sem rádio! Quem me conhece pode imaginar o que isso significou pra mim, e pra arrematar no dia seguinte meu querido PC companheiro de 8 longos anos, que já vinha dando sinais de cansaço, deletou todos os meus emails recebidos e enviados desde 2002!!!!!!!

Não é preciso dizer que fiquei arrasada! Tinham vários textos, contatos, fotos, conversas, um histórico de cinco anos que se foi por água abaixo. O rádio ressucitou e resolvi me conformar, muito melhor perder uma máquina, um celular e um PC e meus filhos estarem lindos e saudáveis. Aproveitei e comprei um PC novo, máquina, e celular. Saúde eu não poderia comprar, certo?

Então agora vou voltar a postar, essas foram as duas últimas fotos tiradas antes do naufrágio!



Meu gato curtinho um bom biscoito Globo com areia e água do mar!



Ele é mesmo uma coisa fofaaaaaaaaaaaaaaa
por Danielle | 5:58 PM | 3 comentários |



Quer receber esse blog no seu email?
segunda-feira, março 19, 2007

Novidades!!! Uma grande amiga, a Flávia, deu um presentão pra gente: agora todo mundo pode saber pelo email quando a mamãe atualiza o blog!!! É simples, é só clicar aqui:

http://www.feedburner.com/fb/a/emailverifySubmit?feedId=790470

Depois, eles mandam uma mensagem de confirmação pro seu email e... pronto! Sempre que a mamãe postar fotos novas aqui, vocês todos serão avisados...

Não é uma beleza??? Muitos beijinhos e obrigadas pra Flávia...aproveitem e visitem os blogs dela, sempre deliciosos:

Gravidez e Maternidade

Blog da Flavoli

Flávia Responde
por Danielle | 12:45 AM | 3 comentários |



Mais festa!!!!
segunda-feira, março 12, 2007



Cool Slideshows


Semana passada comemoramos o primeiro aninho do Felipe. A gente já tinha feito um parabéns bem caprichado no dia, em casa, mas assim como a Lele teve eu queria que ele tivesse a festa dele, afinal ele adora festa, tem vários amigos e nesse um ano de vida só tivemos o que comemorar! Cada centavo que não precisamos gastar em remédios ou afins são bem aplicados em momentos alegres e felizes.

E quem diz que criança de 1 ano não entende festa não está falando dos meus filhos, o Felipe com 15 dias estava em uma!! Como não poderia deixar de ser a irmã, festeira de primeira, como auxiliar principal da festa escolheu vários detalhes comigo, e se apossou de parte da festa, a montagem do High School Musical que a Animasom preparou especialmente pra ela. Ela ficou ao lado dos animadores o tempo todo no comando, óbvio que a minha mini líder adorou né?

Foi tudo ótimo, Felipe não dormiu um minuto sequer, brincou e comeu de tudo que via pela frente! Pena que eles crescem, essa idade é uma delícia!!!

Para verem os detalhes das fotos é so clicar nelas!
por Danielle | 3:54 PM | 2 comentários |



Apenas mais um dia nosso!
quinta-feira, março 08, 2007

Hoje não vou falar da duplinha da pesada, vim aqui parabenizar todas as mulheres não só pelo dia de hoje, mas por todos os dias, e lembrar que apesar da dor e da delícia de ser o que somos, eu AMO ser mulher!!!!! Por conta disso ja me presenteei devidamente, hehe, como se eu precisasse de algum motivo pra isso, hahaha!

Vou deixar publicado aqui esse texto que eu amo, da Danuza Leão, que na minha opinião entende bem a realidade feminina!

Quantas mentiras nos contaram; foram tantas, que a gente bem cedo começa acreditar, ainda por cima, se achar culpada por ser burra, incompetente e sem condições de fazer da vida uma sucessão de vitórias e felicidades.Uma das mentiras: que nós, mulheres, podemos conciliar perfeitamente as funções de mãe, esposa, companheira e amante, e ainda por cima ter uma carreira profissional brilhante. É muito simples: não podemos. Não podemos, quando você se dedica de corpo e alma a seu filho recém-nascido, que na hora certa de mamar, dorme e que à noite, quando devia estar dormindo, chora com fome; não podemos, quando você não consegue estar bem sexy quando o marido chega, para cumprir um dos papéis considerados obrigatórios na trajetória de uma mulher moderna: a de amante…
Aliás, nem a de companheira; quem vai conseguir trocar uma idéia sobre a poluição da Baía de Guanabara, se saiu do trabalho e passou no supermercado rapidinho para comprar uma massa e um molho já pronto para resolver o jantar, e ainda por cima está deprimida porque não teve tempo de fazer uma escova?Mas as revistas femininas estão aí, querendo convencer as mulheres - e os maridos - de que um peixinho com ervas no forno, com uma batatinha cozida al dente, acompanhado por uma salada e um vinhozinho branco é facílimo de fazer -sem esquecer as flores e as velas acesas, claro, e com isso o casamento continuar tendo aquele toque de glamour fun-da-men-tal para que dure por muitos e muitos anos.Ah, quanta mentira!
Outra grande, diz respeito à mulher que trabalha; não à que faz de conta que trabalha, mas à que trabalha mesmo. No começo, ela até tenta se vestir no capricho, usar sapato de salto e estar sempre maquiada; mas cedo se vão as ilusões. Entre em qualquer local de trabalho pelas 4 da tarde e vai ver um bando de mulheres maltratadas, com o cabelo horrendo, a cara lavada, e sem um pingo do glamour - aquele - das executivas da Madison. Dizem que o trabalho enobrece, o que pode até ser verdade. Mas ele também envelhece, destrói e enruga a pele, e quando se percebe, a guerra já está perdida. Não adianta: uma mulher glamourosa e pronta a fazer todos os charmes - aqueles que enlouquecem os homens - precisa, fundamentalmente, de duas coisas: tempo e dinheiro. Tempo para hidratar os cabelos, lembrar de tomar seus 37 radicais livres, tempo para ir à hidroginástica, para ter uma massagista tailandesa e um acupunturista que a relaxe; tempo para fazer musculação, alongamento, comprar uma sandália nova para o verão, fazer as unhas, depilação; e dinheiro para tudo isso e ainda para pagar uma excelente empregada - o que também custa dinheiro.
É muito interessante a imagem da mulher que depois do expediente vai ao toalete - um toalete cuja luz é insuportavelmente branca e fria, retoca a maquiagem, coloca os brincos, põe a meia preta que está na bolsa desde de manhã e vai, alegremente, para uma happy hour.Aliás, se as empresas trocassem a iluminação de seus elevadores e de seus banheiros por lâmpadas âmbar, os índices de produtividade iriam ao infinito; não há auto-estima feminina que resista quando elas se olham nos espelhos desses recintos.Felizes são as mulheres que têm cinco minutos - só cinco - para decidir a roupa que vão usar no trabalho; na luta contra o relógio o uniforme termina sendo preto ou bege, para que tudo combine sem que um só minuto seja perdido.
Mas tem as outras, com filhos já crescidos: essas, quando chegam em casa, têm que conversar com as crianças, perguntar como foi o dia na escola, procurar entender por que elas estão agressivas, por que o rendimento escolar está baixo.E ainda tem as outras que, com ou sem filhos, ainda têm um namorado que apronta, e sem o qual elas acham que não conseguem viver (segundo um conhecedor da alma humana, só existem três coisas sem as quais não se pode viver: ar, água e pão).Convenhamos que é difícil ser uma mulher de verdade; impossível, eu diria…Parabéns para quem consegue fingir tudo isso….
( Danuza Leão )
por Danielle | 6:32 PM | 0 comentários |



Mais fotos da semana carnavalesca!
sexta-feira, março 02, 2007

A semana do carnaval foi cheia de eventos também, seguem mais fotos da temporada que ainda estavam na máquina.


Para verem a legenda das fotos, clique em cima de cada uma!


Cool Slideshows
por Danielle | 5:53 PM | 2 comentários |



Nosso carnaval!
segunda-feira, fevereiro 26, 2007

Nosso carnaval foi ótimo, muito sol, nem uma gota de chuva, vários eventos, muita brincadeira! A Lele já escolheu a própria fantasia, acho que como as de princesas são tão usuais pra ela, quando bateu o olho nessa cigana vermelha adorou (é a cor favorita dela!). E eu quando a vi vestida não tive como não comprar, rsssss!



Pra variar fazendo pose!


Já pro Felipe eu fiz questão de um modelito que deixasse as dobrinhas dele bem `a mostra, nada melhor que um índio! Acertei em cheio porque fez um calorão e ele não pára quieto. Dançou, ficou encantado com os confetes caindo, catou vários no chão aliados a restos de serpentina, até que capotou de sono! Essas fotos foram tiradas em casa antes de saírmos com a produção intacta, hehe!




Altos adereços!




Totalmente à caráter


E por fim o meu casal 10, nota 10, curtindo o baile!!!!



Casal de foliões
por Danielle | 12:29 AM | 1 comentários |



Tirando o atraso...
sábado, fevereiro 24, 2007

Aos poucos vou tentando normalizar a vida desse blog, foram muitos fins de semana cheios de sol, piscina, festas e viagens, tá difícil! Pra não dizer que não foi nada registrado hoje vejam só que gato esse flamenguista homenagenado a dura vitória de hoje!!!


Pensativo...



Visual oficial (quente demais para por meias!!)

por Danielle | 12:30 PM | 4 comentários |



Tentando voltar!!!

Uma das minhas intenções nesse carnaval era descarregar várias fotos e atualizar o blog, mas como vocês podem ver só agora consegui um tempinho pra isso!! Estamos ainda em Teresópolis com muitas fotos, então vamos por partes!

Primeiro segue uma foto da festinha de um ano do Felipe que rolou lá em casa, a oficial vai ser em março:




Hora do parabéns!!!



No dia seguinte fomos pra Angra, não preciso dizer que as crianças adoraram, o Felipe que até então só tinha saído de lancha na barriga adorou os passeios do lado de fora!!!






por Danielle | 12:28 AM | 0 comentários |



Não sumimos!!!
terça-feira, janeiro 30, 2007

Oi pessoal, não sumimos não, nesse pequeno intervalo o Felipe fez um aninho e emendamos um fim de semana em Angra, mas prometo que durante a semana posto fotos novas inclusive do aniversário!

Esse selinho lindo quem fez foi minha amiga Pata, amei!!!






por Danielle | 8:39 AM | 4 comentários |



Fim de semana show!
terça-feira, janeiro 23, 2007

Ai como eu tava almejando a chegada do fim de semana! Não paramos um minuto, mas foi ótimo, passamos o dia no clube, mais precisamente na piscina com as crianças, curtimos a casa, só não deu pra dormir muito, normal!

Domingo fomos almoçar
fora com a família, as fotos falam por mim:


Felipe se atracando com as batatas fritas, e



Lele se atracando logo com quem!!!



por Danielle | 6:31 PM | 4 comentários |



Aproveitando a animação inicial...
quarta-feira, janeiro 17, 2007

... resolvi postar aqui o relato de parto do Felipe, muitas pessoas já leram, outras não, mas semana que vem esse super acontecimento vai completar um ano, e já dá saudades. O nascimento de cada filho é único, claro que o da Lele foi lindo, mas o do Felipe foi esplendido, foi a total conexão entre mãe e filho, eu pude me sentir mulher, mamífera, capaz, poderosa; não há como tirar da minha cabeça que nós mulheres fomos feitas pra parir e amamentar, apesar de muitos médicos e da tecnocracia tentarem nos convencer do contrário! Depois de passado o susto do inesperado, realmente eu entendi que o meu filho não queria ficar num hospital frio, aos berros numa incubadora sem o meu carinho, com uma enfermeira jogando ele pra cima e pra baixo como uma trouxa e ainda dando um complemento básico pra ter menos trabalho durante a noite, rsss! É longo mas vale a pena ler, e ver que o nosso corpo foi feito pra funcionar, afinal para nascer e para morrer não dá pra marcar hora!!!

NASCIMENTO DO FELIPE

Eu sempre tive uma visão muito positiva de parto e amamentação, minha mãe teve as 3 filhas de parto normal hospitalar, amamentou as 3 e sempre tratou desse assunto de maneira natural, assim como meu pai, que nasceu em casa como seus 4 irmãos, fazendo com que eu tivesse certeza de que esse era o normal e que assim seria comigo.
Em março de 2002 engravidei da Letícia e hoje em dia posso dizer com certeza que tive um parto normal, mesmo que repleto de intervenções, por sorte. Fui assistida por uma médica do meu convenio sem nenhuma indicação, ela sempre foi muito solicita e com certeza fez tudo que estava no seu limite, e eu por minha vez tive a sorte de não ter uma bolsa rota, de ter respondido ao soro com ocitocina, procedimentos nada necessários mas que naquela época pra mim era normal, eu não tinha o conhecimento de hoje e insisti da primeira a última consulta que queria um parto normal. Em meados de 2003, fuçando na net, cai no site das Amigas do Parto e dali pras listas de discussão foi um pulo. Logo percebi que o meu parto maravilhoso até então, principalmente se comparado ao esmagador número de cesáreas das mulheres ao meu redor, não tinha sido tão normal quanto eu imaginava. A episiotomia que ate então não me incomodava não tinha razão de ser, nem a lavagem, nem a tricotomia e a indução. E uma vez inserida na Partolândia através das listas de discussão (que vício!), fui absorvendo muita informação.
Então a cada relato legal que eu lia também ia me dando vontade e curiosidade de passar por um parto diferente, queria ver até onde os meus limites iriam e o que era o tão bem almejado Parto Natural! Fui lendo, me informando, esperando o momento em que decidíssemos ter outro filho. Um mês sem pílulas e lá estava a semente plantada. Desde o começo acredito que tudo já deu certo porque comecei de maneira correta: escolhendo um profissional engajado na humanização, que pensasse como eu. Ah, e logo chamei a Ingrid pra ser minha doula, afinal ela tinha sido a primeira pessoa que eu conheci na antiga lista Amigas do Parto, já nos conhecíamos pessoalmente e eu sabia que me sentiria bem à vontade com ela. Diferentemente de muitas das participantes das listas, eu não buscava um VBAC (vaginal birth after cesarian) ou um parto normal, por essa experiência eu já tinha passado, eu lembro que fui bem clara com o Xico, médico que eu escolhi: eu estava ali buscando um parto melhor que o primeiro, sem intervenções desnecessárias, queria uma experiência diferente. E é muito bom você não ter que ficar a cada consulta lembrando e relembrando quem te acompanha o que você quer e o que não quer, e não ter a preocupação de que na hora P você vai ter que ficar tensa, em alerta, de olho se o cara vai ou não te enrolar. Eu estava certa de que bem acompanhada, se alguma coisa desandasse, eu poderia acreditar e confiar no médico pra me ajudar a tomar a decisão que coubesse no momento.
Minha gravidez foi muito tranqüila, assim como a primeira. E gravidez de segundo filho é diferente, a gente sabe que o bebe vai nascer independente de ter enxoval, berço, carrinho e perfumarias em geral. Dessa vez eu não estava criando tanta expectativa em cima do bebê como na primeira, e sim em cima do parto, era um momento meu. Nisso o meu marido me respeitou sempre, não questionava muito os detalhes, mas a partir do momento em que eu quis trocar de médico ele me deixou bem a vontade, na cabeça dele esse era um momento meu, eu é quem tinha que me sentir à vontade com o profissional escolhido. Diferente da primeira vez, quase não fiz exames e depois do 3º mês nada de polivitamínicos.
A partir de 38 semanas completas estava impossível conter a ansiedade do marido. Como nossa filha nasceu com 38 semanas e 3 dias ele encasquetou na cabeça que o segundo filho viria até antes, apesar do Xico sempre dizer que isso era bobagem, que o que poderia ser mais rápido era o TP, mas que nada era regra. O que mais me enlouquecia era a eterna pergunta que não quer calar: Pra quando é? Daí eu respondia: Qualquer hora! Nossa as pessoas ficam tão surpresas, parecia que o Felipe ia sair escorrendo perna abaixo na rua, no mercado... O que fazia o povo ficar menos surpreso por estarmos esperando era o fato de eu ter um PN prévio. Imagino como sofre quem aguarda um VBAC. Desde 36 semanas as minhas consultas se tornaram semanais, e até a última consulta, meio dia antes do parto (40 semanas e 2 dias) e a DPP que estava no meu cartão de gestante, nada de dilatação e nenhum sinal de parto a vista!

Terça-feira 24/Jan /06

Fui à minha consulta da semana em torno de 13h30min da tarde, o Xico fez um toque com mãos de fada sem segundas intenções, rsss. Impressionante, mas o toque dele não incomoda em nada, mal da pra sentir. Mais uma vez nada de dilatação, talvez um pequeno orifício ameaçando aparecer. Ah o Felipe permanecia com o dorso à direita. Desta vez não deixamos nenhuma consulta agendada, havia uma expectativa de que o Felipe viria até o fim da semana.
Voltei pra casa, na última semana parei de trabalhar, e como a Letícia tinha ido passar o dia na casa da minha mãe aproveitei pra ficar de pernas pro ar, vendo teve, cochilando, ainda fiz uma super depilação! À noite saímos eu e Geraldo pra jantar, visto que a Lele resolveu dormir na casa da avó. Fomos andando até o restaurante japonês, até então tudo tranqüilo, chegamos em casa em torno de meia noite, ainda fui fuçar meus e-mails e devo ter deitado em torno de 1 da manhã.

Quarta-feira 25/Jan /06 (40 semanas e 2 dias) - A DATA PROVÁVEL DO PARTO!!

Eram 02h30min quando acordei com um misto de cólicas e dor de barriga. Fui direto pro banheiro e como tinha comido bem no jantar achei que se tratava só de vontade de evacuar. Mais duas idas ao banheiro e as cólicas se intensificaram de forma impressionante, totalmente diferente do parto anterior, no qual eu senti uma cólica muito leve na véspera e dormi bem a noite inteira. Não queria acordar o Ge porque achei que ainda demoraria muito e a ansiedade dele me atrapalharia. Exatamente as 03h08min mandei um e-mail pra Ingrid pra saber se ela estava on-line, como ela não respondeu liguei pro celular dela. Ela não atendeu, mas me retornou em seguida, nesse momento eu já não estava conseguindo falar muito bem, as contrações começaram muito freqüentes e eu só tinha vontade de ficar sentada no vaso, rsss!! Ela me sugeriu tomar um banho quente e tentar cronometrar as contrações. Pelo tom da minha voz ela sacou que não ia conseguir chegar antes do bebe nascer, nós não moramos perto e a maternidade para onde eu achava que ia tb não é perto da casa dela. Ela me disse logo: To sentindo que vc vai me sabotar!! A única coisa que eu pensava: Caramba, não acredito que eu já estou pedindo arrego, mal começaram as contrações e eu já to me contorcendo toda (mal sabia eu quem em 1 hora já estaria parindo)!
A essa altura o Geraldo já tinha acordado, estava uma pilha, arrumando a bolsa dele pra levar para o hospital enquanto eu tomava um banho com relógio na mão. As contrações eram super ritmadas, de 30 em 30 segundos, saí do banho umas 03h30min, me enrolei na toalha e deitei no chão do banheiro. Falei com a Ingrid de novo e achamos melhor ligar pro Xico, pq o que eu sentia não era nem de perto o que eu senti quando já tinha chegado à maternidade na outra gravidez. Sentada no vaso liguei pro Xico, ele falou que ia ligar pra Perinatal pra avisar que estávamos indo e já me retornava. E volto eu pro chão do banheiro! Eis que eu sinto uma dor forte, que o tempo todo parecia uma dor de barriga fortíssima, sento no vaso e vejo a bolsa descendo integra e estourando na queda. Pronto, depois disso o Felipe literalmente escorregou, eu sentia ele no meu quadril. Coloquei a mão entre as pernas e dava pra sentir a cabeça pronta pra sair. Às 03h47min o Xico me liga, o Ge atendeu pq eu não tinha condições de falar, avisando que estava tudo ok pra nossa ida pro hospital e querendo saber se eu queria que o anestesista fosse. Minha resposta foi uma só: Não vamos a lugar nenhum, eu não tenho condições de sair de casa e a cabeça tá coroando. Diz o Xico que pelos urros que ele ouviu enquanto falava com o Ge não tinha duvidas de que estava nascendo.
Enquanto aguardávamos a chegada do Xico o Geraldo tinha ligado pra minha mãe, e tinha também acordado a babá da Lele pra pedir ajuda. Ela me ajudou a ir pra minha cama antes que o Felipe nascesse no vaso, e eu fiquei deitada de lado com as pernas literalmente fechadas! O Xico veio bem rápido, coitado esqueceu até a lanterna do carro acesa! Ele chegou e constatou que estava nascendo mesmo, então pediu umas toalhas, fraldas de pano, saco plástico, o básico do básico, e ainda bem que a Zezé (babá) estava em casa, apesar d’eu ter dito pra ela ir pra casa já que a Letícia estava na minha mãe! Pedi pro Xico me deixar mais verticalizada pra evitar que lacerasse muito, ele e a Zezé conseguiram me colocar encostada na cabeceira da cama, abri as pernas e na primeira contração, as 04h18min, o Felipe veio. Ah, o Xico lembrou de apagar as luzes, eu tava em alfa não ia lembrar nunca!
E a chegada dele foi triunfal, choro forte, veio direto pro peito. Ele saiu de maneira perfeita, de uma vez só, nenhum problema pelo fato do dorso estar à direita. Ah, não tinha nenhuma volta de cordão. Em seguida chegaram os meus pais e um pouco depois o pediatra. O Felipe ficou mamando uns 40 minutos depois de nascer direto, e depois disso resolvi tirá-lo um pouco do peito pra cortar o cordão porque a placenta estava me incomodando. Ele foi pras mãos do Ricardo (pediatra) ser avaliado enquanto a placenta (estava com grau três) saía. Não tínhamos balança nem metro, mas pela pesagem dois dias depois se estima que o peso dele fosse 3700 kg e 50 cm de altura. O apgar foi 10/10 e ele acabou nem tomando a vitamina K, que até então o pediatra fazia questão.
Depois disso a “galera” foi comer pão de queijo com café na sala enquanto minha mãe vestia o neto na minha cama. Eu continuei enrolada nas toalhas porque tive uma laceração superficial e a parafernália do Xico pra dar os pontos estava no consultório. Ele voltou umas 8 horas pra terminar o serviço, depois disso a minha casa virou sala de visitas, foi um entra e sai o dia inteiro, mil telefonemas e acho que a gente deve ter contado como tudo aconteceu umas 999 vezes!

Apesar de nunca ter cogitado nem almejado a idéia de ter um parto domiciliar, adorei a experiência!!! Com certeza se rolar um terceiro filho (totalmente fora de cogitação) o parto seria domiciliar. Gente que tranqüilidade ver o bebe nascer e ficar do seu lado o tempo todo, sem nenhuma enfermeira o deixando chorar a toa na incubadora ou dando complemento desnecessário. Como o Felipe é um bebe calmo... Um detalhe: dois dias antes do parto a minha cunhada me ligou pra saber se eu estava bem e pra contar que tinha sonhado que o Felipe tinha nascido em casa, que não tinha dado tempo de chegar à maternidade. A filha da Zezé (babá) tb sonhou a mesma coisa, e no caminho pro restaurante, umas 6 horas antes do Felipe nascer, o Geraldo me perguntou: o que aconteceria se não desse tempo de chegar na maternidade como a Dóris sonhou? E eu respondi: nasce em casa ué!
Eu fui e ainda estou sendo bombardeada com milhões de perguntas, porque no meu mundo real o parto domiciliar é uma pratica abolida há décadas. Perguntaram-me até como eu não cogitei a idéia de chamar uma ambulância quando eu senti que ia nascer! E se não era inseguro deixar de ir ao hospital depois de nascido o bebe! Isso nunca passou pela minha cabeça, essa é a diferença de estar sendo bem assistida e ter confiança na capacidade do profissional que escolhemos e nas informações que buscamos, o Xico tem vasta experiência em parto domiciliar, e mesmo que ele não tivesse chegado a tempo o bebe ia nascer. As pessoas não conseguem mesmo encarar o parto como um evento fisiológico, muito triste mesmo. Mulheres foram feitas para parir e amamentar, não há tecnocracia que me convença do contrário!
Sábado que vem o Felipe completará um mês e está tudo bem tranqüilo, hoje demos uma pesada nele e já está com 4.700kg e 56,5 cm, ele mama super bem, é craque na pega! Meus pontos também estão resolvidos, os pontos da laceração são bem menos incômodos que os da episio, os da episio são profundos, ficam latejando, os da laceração foram superficiais.
Obrigada a todos os profissionais e participantes das listas que não imaginam como contribuem nos colocando em contato com tanta informação. Obrigada a Ingrid que mesmo não estando do meu lado contribuiu muito para que eu ficasse tranqüila e confiante durante todo o processo. À equipe que também foi perfeita, se colocando super disponível acima dos imprevistos, fazendo com que a hora do nascimento fosse um mar de rosas. E somem a equipe medica a assistente Zezé, que como babá se saiu uma excelente enfermeira! Ao meu marido obrigadíssimo por ter conseguido superar as expectativas e ter conseguido lidar com o inesperado de maneira tranqüila e sóbria! E sempre aos meus pais por sempre darem suporte nos principais momentos da minha vida!

por Danielle | 10:36 PM | 9 comentários |



Finalmente!!!!!!!!!!!!

Gente eu tô desde outubro com esse blog pronto pra começar a ser postado e nadaaa!!! O fim de ano foi muito corrido pra mim, viajamos e assim que chegamos meti a cara na obra do novo apê e só agora depois de milhares de caixas abertas estou conseguindo colocar minha vida no lugar!

As crianças estão ótimas, se adaptaram super bem, a Lele ainda está num clima de euforia querendo tirar todos os brinquedos do lugar, e à noite tem estranhado dormir sozinha, acho que mais um pouco ela se acerta! O Felipe está adorando engatinhar e andar pela casa em círculos, atividade favorita é pular a portinhola da cozinha.

Estou atrasadérrima nas fotos, muita coisa ainda em memory stick, mas aí vão duas fotos do finzinho do ano passado:

Lele ao receber flores após a apresentação de ballet!




Felipe como bom carioca curtindo uma praia!




por Danielle | 2:22 PM | 6 comentários |